segunda-feira, 25 de abril de 2011

Sonho de uma Noite de Verão - Secretariado Escolar



No início do século XX em Monte Atena, Itália, o duque Teseu está prestes a se casar com Hipólita e, paralelamente, precisa resolver um problema, pois Egeu quer invocar uma lei para obrigar Hermia a se casar com Demétrio. Caso não concorde, ela se tornará uma freira, mas ela ama realmente Lisandro e está disposta a passar toda a sua vida em um convento a entregar sua virgindade para um homem que não ama. Ironicamente, Helena se desespera, pois ama Demetrio mas dificilmente poderá desposá-lo. Enquanto os mortais tentam resolver estas diferenças, Oberon, o rei dos duendes que habitam a floresta, ordena que Puck, um duende que lhe serve, coloque filtros mágicos nos olhos dos mortais, para resolver o problema. Mas Puck comete um erro que aumenta ainda mais a confusão. Paralelamente, Oberon se desentende com Titania, a rainha das fadas e a faz se apaixonar por Nick Bottom, um ator com cara de burro.

A turma de Secretariado recontou esta obra através de paródias,cordel,música e poesia. Foi genial!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Cinco Minutos - Enfermagem


Foi o primeiro romance de José de Alencar – o maior representante do Romantismo brasileiro.O livro é muito interessante e a história é contada através da leitura de uma carta que é lida pela prima do narrador (que nunca tem o seu nome revelado), o leitor a conhece apenas por D.Nesta carta, o narrador conta com detalhes como conheceu e se casou com o amor da sua vida – Carlota.

Tudo começa quando ele se atrasa 5 minutos e perde o ônibus, sem escolha ele pega outra condução e é nela que conhece o seu grande amor.Ao sentar-se ao lado de uma mulher que cobria o rosto por um véu, ele logo fica curioso em saber quem ela é. Entre leves toques e olhares ele vai se apaixonando. Quando a moça salta do ônibus ela murmura: ‘Non ti scordar di me!” (Não se esqueça de mim).Mesmo com receio que a moça fosse feia, o rapaz (já apaixonado) sai à sua procura.

O livro conta os encontros e desencontros de um casal apaixonado e é exatamente em um desses encontros que ela acaba revelando (através de uma carta) que tem uma doença incurável e que o amor deles é impossível. O curioso é que ela também conta que já o tinha visto e o amava muito antes do encontro no ônibus.

Esta turma foi sensacional ao compor (letra e música) uma pequena canção para recontar esta história de José de Alencar!! Além disso, também fizeram poesias, cordéis e vídeos....Muito bom!

Romeu e Julieta - Informática




As adaptações feitas pelos alunos da turma de Informática para a obra de Shakespeare foram bem criativas passando de cordel a declamação de poesia com fundo musical e tudo mais!

video

“Romeu e Julieta”, do escritor britânico William Shakespeare, conta uma afamada história de amor que envolve um casal de jovens apaixonados proibidos de vivenciar sua experiência amorosa mediante a rivalidade de suas famílias. A intensidade dos diálogos e das ações envolvendo o atraente e trágico casal apaixonado desperta certa desconfiança sobre os limites do real e do imaginado. Afinal, Romeu e Julieta viveram para fora da cabeça de Shakespeare? Entre tantas versões do que parece ser uma mesma obra, muitos historiadores chegaram à conclusão de que Shakespeare teria compilado uma peça teatral de origem completamente desconhecida. Entre tantas versões e possibilidades, ninguém sabe afirmar se Romeu e Julieta remontam histórias de um tempo remoto ou se vieram a viver na Península Itálica. O único elemento realmente comprovado de toda essa história é o de que as famílias Montecchi e Capelletti existiam.
Por mais que essa polêmica nunca tenha uma resposta definitiva, podemos notar como as pessoas se sentem impelidas a querer comprovar algo que se apresenta como ficção. O amor trágico e desmedido de Romeu e Julieta parece instaurar um arquétipo de um amor ideal, muitas vezes, distante das experiências afetivas cotidianamente experimentadas. Talvez por isso, tantos acreditam (ou pelo menos torcem) para que um amor sem medidas como do casal shakespeariano acontecesse.

video

quarta-feira, 20 de abril de 2011

O Primo Basílio - Comércio

A turma de Comércio trabalhou com a obra de Eça de Queiros. O projeto desenvolvido pelos alunos apresenta paródia, uma filmagem, uma esquete e uma história em quadrinhos para fazer uma releitura deste clássico literário.

A obra conta a história de Luísa, jovem sonhadora e ociosa da sociedade lisboeta, que acaba envolvida por Basílio, seu primo, com quem se reencontra, após anos de distância. Achando-a sozinha, já que Jorge, o marido, viajara a negócios, Basílio serve-se de sedução e galanteios, até levá-la a se envolver profundamente consigo, tornando-se sua amante. Juliana, a criada, descobre a corres­pondência trocada por ambos e chantageia a patroa.



O Primo Basílio é um romance, publicado em 1878, que constitui uma análise da família burguesa urbana no século XIX.O autor, que já criticara a província em O Crime do Padre Amaro, volta-se agora para a cidade, a fim de sondar e analisar as mesmas mazelas, desta vez na capital: para tanto, enfoca um lar burguês aparentemente feliz e perfeito, mas com bases falsas e igualmente podres. A criação dessas personagens denuncia e acentua o compromisso de O Primo Basílio com o seu tempo: a obra deve funcionar como arma de combate social. A burguesia - principal consumidora dos romances nessa época - deveria ver-se no romance e nele encontrar seus defeitos analisados objetivamente, para, assim, poder alterar seu comportamento.As personagens podem ser consideradas o protótipo da futilidade, da ociosidade daquela sociedade.

video

Semana do Livro - Clube da Leitura



Para comemorar o Dia Nacional do Livro (18/4) realizamos uma semana repleta de atividades onde o grande destaque ficou por conta da magia da leitura. Entre os dias 18 e 20 de abril, os alunos apresentaram projetos na área de Literatura, entre outras coisas, sempre no período normal de aulas.

O encerramento da Semana do Livro acontecerá no dia 25/4/2011. Para marcar a data, a programação incluirá ainda uma performance da Banda Set List e apresentações de pequenas esquetes sobre os livros lidos no 1º Bimestre.



O Dia Nacional do Livro Infantil foi instituído pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso, em 2002, numa homenagem ao escritor brasileiro José Bento Monteiro Lobato, que nasceu em 18 de abril de 1882 e foi o criador da literatura infantil no Brasil. Ele é autor de inesquecíveis histórias infantis, entre as quais “O Sítio do Pica-pau Amarelo”, cujos personagens Dona Benta, Visconde de Sabugosa, Pedrinho, Narizinho e Emília marcaram a história da literatura infantil no país.